América do SulBrasilRio Grande do NorteViagens

VAI PRA PRAIA DA PIPA? TEMOS UM ROTEIRO COMPLETO PRA VOCÊ!

Sabe aquela viagem que você curte do início ao fim? Pipa é assim! Um lugar exuberante, catalogado como um dos mais lindos do mundo, uma gastronomia regional e internacional de sabores inesquecíveis, o surf alucinante, uma noite pulsante e muito mais.

Tivemos lá no último Carnaval e separamos o que há de melhor para você chegar chegando.

Vem curtir com a gente!

Pipa é uma praia localizada em Tibau do Sul, no Rio Grande do Sul, a 77 quilômetros de Natal. E não é qualquer praia, não! É um dos lugares que mais atraem turistas do mundo inteiro. Quem descobriu esse paraíso? Na década de 70, vários surfistas conheceram o lugar e o futuro de Pipa mudou para sempre. Hoje, é ponto obrigatório para quem é apaixonado pela natureza, agito e bons passeios. 

NOSSA EXPERIÊNCIA

Se ainda tem uma leve dúvida se vale a pena fazer essa trip, só temos uma coisa para dizer: vá! Pipa é simplesmente incrível. Voltaríamos muitas outras vezes!

Tem gente que vai no esquema de bate-volta (Natal – Pipa), mas o ideal mesmo (se você puder) é planejar sua agenda para curtir alguns dias. Pipa é superanimada e cheia de bons restaurantes e atrações. A natureza? Ah, esse é um espetáculo a parte: curta as praias de águas incrivelmente azuis, as falésias junto ao mar, ou um bom passeio pela Av. Baía dos Golfinhos, que é a principal.

COMO CHEGAR

Sem dúvidas, o caminho mais fácil é voando até o Aeroporto de Natal, capital do Rio Grande do Norte. De lá a Tibau do Sul, são 100 km que você pode viajar alugando um carro ou via transfer, taxi ou ônibus intermunicipais. Há opções também partindo do aeroporto de João Pessoa (138 km) e Recife (262 km).

No portão de desembarque em Natal, já é possível avistar um corredor com diversos guichês de empresas de transporte. Para quem prefere chegar com tudo pronto, agende um serviço de taxi/transfer antecipadamente. Nóspreferimos fazer um agendamento prévio com a agência Cariri Ecotours, e só temos elogios! Há também alguns serviços que fazem transfer compartilhado. Então, veja o que funciona melhor para você!

Carro: quem aluga um carro no aeroporto de Natal, leva cerca de 1h45 até Tibau do Sul. Além de ajudar nesse trajeto, ter um carro no município ajuda bastante, já que alguns lugares lindos ficam mais afastados do centro.

Uber: é uma alternativa para quem prefere fazer percursos em automóveis, mas sem locar carro. Há serviço de Uber tanto em Natal quando em Pipa. É bom lembrar que a disponibilidade é menor. Não conseguimos um carro, por exemplo, num dia que precisamos usar em Pipa.

Ônibus: se a sua decisão for viajar via ônibus, o trajeto é feito em 2h40 com a Viação Riograndense.

COMO SE LOCOMOVER EM PIPA

Explorar as belezas de Pipa exige algum meio de transporte. Nem tudo é possível fazer a pé, já que a extensão do vilarejo é grande. No que era possível, apostamos na caminhada para acessar restaurantes e praias como Praia do Centro, Praia do Amor e Baía dos Golfinhos. Para outras atrações como Cacimbinhas, usamos taxi (mas os preços não eram muito convidativos, em torno de R$ 40 somente a ida). Aliás, é fácil encontrar taxis pela cidade. Uma dica é pegar o telefone do motorista ou pedir para o local onde estiver hospedado.

Se optar por um carro alugado, evite circular no centro. As ruas são muito estreitas e é bem difícil estacionar. Dependendo da época, o trânsito fica impedido.

Nossa experiência: caso chegue em alguma praia mais distante e não encontre taxi para voltar, procure o hotel ou pousada mais próximos, pois eles já possuem contatos. É o melhor lugar para resolver isso rápido.

QUANDO IR A PIPA

Essa (talvez) seja a melhor notícia: você pode ir a qualquer momento do ano. As temperaturas são altas o tempo todo e, mesmo no inverno, não é nada muito assustador. Entre junho e julho, o mínimo chega a 23°. Já o período de chuvas costuma se concentrar entre março a julho. Com esse clima gostoso, nada de levar roupas pesadas. Outra dica é para quem curte salto alto: simplesmente não leve, porque Pipa tem ruas de paralelepípedo ou terra.

Agora, se quiser ir na melhor época do ano, planeje a viagem entre setembro a março, quando chove menos.

QUANTO TEMPO FICAR

No mínimo, quatro dias. E, se tiver tempo, prefira uma semana inteira. Como Pipa é muito vibrante e com atrações dia e noite, muitas praias e passeios, uma semana vale super a pena!

Porém, tem gente que topa fazer um bate-volta de Natal. Com esse cardápio tão farto de opções, deve ser frustrante passar menos de 1 dia em Pipa.

ONDE SE HOSPEDAR EM PIPA

Pipa se desenvolveu muito e abriga uma rede de hotéis e pousadas bem farta. Mas, como a melhor forma de se locomover no povoado é a pé, tente se hospedar no centro, perto da orla. É na Praia da Pipa (Centrinho) que estão concentrados os restaurantes, as lojas, os serviços de primeira necessidade. A Avenida Baía dos Golfinhos é a via principal.

Na Rua Praia do Amor, que dá acesso à praia, bem próxima do centrinho, já possui restaurantes mais em conta, e uns hotéis bem legais.

Já na área do Chapadão, um mirante localizado no alto das falésias que divide a Praia do Amor com a Praia de Minas, também abriga hospedagens. Ali, o lugar é ideal para quem busca por sossego e tranquilidade. Ou para quem procura mais sossego ainda, você pode ficar na Praia de Sibaúma, Madeiro, Cacimbinhas, Giz e Tibau do Sul.

Quer conhecer algumas dessas opções? Trazemos algumas para todos os gostos e bolsos, CLIQUE AQUI para ver.

ONDE COMER/BEBER

Como você deve ter percebido, Pipa é um lugar vibrante, cheia de bons cantinhos para conhecer dia e noite. E, na hora que bate a fome, o destino não deixa a desejar. No centro, você pode ir à Galeria Vila Mangueira, que é uma escadaria cercada de lojas e restaurantes. É um cenário que lembra a Grécia, com suas fachadas pintadas de branco.

Para não errar, é só seguir pela Av. Baía dos Golfinhos, que é a via principal e escolher o restaurante que preferir. Mas há também as ruas perpendiculares, muito bem servidas de opções gastronômicas.

Quer saber? Tudo que a gente comeu era bom. Difícil lembrar de alguma coisa que não tenha caído bem. Por isso, a gente separou o que foi mais interessante.

CLIQUE AQUI para ver as nossas sugestões de onde comer e beber em Pipa.

O QUE FAZER EM PIPA

Praia do Amor: é parada obrigatória — a mais famosa e melhor para a prática de surf. O mar é agitado, cheio de boas ondas. Visualmente, é um espetáculo: ver a praia do alto do Chapadão é inesquecível, principalmente quando você olha para o lado esquerdo. É aí que a gente entende perfeitamente porque a praia tem “amor” no nome. Quanto à estrutura, é boa, com barracas e suporte. Importante: é um lugar de acessibilidade ruim para quem dificuldades de locomoção. Para chegar, são apenas 15 minutos de caminhada partindo da Praia do Centro. O acesso é pelo Amô Restaurante e Tapiocaria. Se tiver de carro, basta seguir pela rua principal, a Av. Baía dos Golfinhos, até a interseção com a rua que dá acesso à praia. A sinalização é boa e ajuda bastante.

Praia do Amor
Praia do Amor

Mirante Chapadão: a atração é uma formação de deservo à beira-mar, em cima das falésias. De lá, você tem uma vista de 180 graus da Praia do Amor e Praia das Minas. Tem mais: a o cenário de barro avermelhado e o incrível azul do mar encantam qualquer um. É daqueles pontos presentes em todos os passeios, uma das primeiras paradas de todo mundo, e excelente lugar para apreciar o nascer e o pôr do sol. Para chegar, é fácil: é só seguir na avenida principal de Pipa, com ampla sinalização.

Chapadão
Chapadão

Praia de Pipa (Praia do Centro): agito. Essa é a palavra que mais define o lugar, mas não pelas águas (são calmas). Não é das mais bonitas, mas, certamente, ideal em termos de infraestrutura. Há restaurantes, bares e barracas. Boa na maré baixa, quando se formam as piscinas naturais. A Praia de Pipa também é ponto de saída dos passeios de barcos, por ser a mais próxima do centro. Saindo de lá, é possível chegar a pé à Praia do Amor, Baía dos Golfinhos e Praia do Madeiro, mas somente na maré baixa.

Praia do Centro
Praia do Centro
Praia do Centro

Baía dos Golfinhos: outra praia obrigatória no roteiro de qualquer um. Considerada uma das praias mais bonitas do Brasil! A areia é clara, mar azul, com pedras que deixam a paisagem espetacular. Importante: ela só fica acessível na maré baixa (andando a partir da Praia do Centro ou da Praia do Madeiro ou via barco), e não tem escadaria pelas falésias. Aliás, como o acesso tem essa particularidade, limitando o número de visitantes, é uma praia que garante maior preservação, atraindo um maior número de golfinhos. Já sobre a estrutura, é mínima. Vale lembrar que é proibido ficar na sombra embaixo das falésias, por motivos de segurança.

Baía dos Golfinhos
Baía dos Golfinhos

Praia das Minas: essa é para quem prefere sossego, sem deixar o visual especial de lado. É uma praia semi-deserta com falésias, dunas e piscinas naturais. Também é área de desova das tartarugas marinhas, protegida pelo Projeto Tamar. A Praia das Minas é excelente para uma caminhada e para acessá-la, é possível chegar com veículo 4X4, buggy ou caminhando da Praia do Amor. Tem mais: é nessa praia que fica o bar exclusivo de praia Toca da Coruja, o Yahoo By Toca da Coruja. Adoramos tudo, do atendimento à calmaria do lugar!

Praia das Minas
Bar Toca da Coruja na Praia das Minas

Praia da Cancela: mais uma opção, localizada entre a Praia do Amor e a Praia das Minas. O mar é bravo e com fortes correntes. Costuma ficar vazia por não dispor de estrutura.

Praia do Madeiro: é uma das mais paradisíacas do Brasil, pela presença da intensa Mata Atlântica. Tem uma orla de 1 km e atrai muitos surfistas e outros praticantes de esportes marinhos.  No canto da praia, em cima das falésias, fica o Santuário Ecológico de Pipa. Ideal para quem quer se conectar com a natureza e se reernegizar. O mar é azul, com uma parte mais calma para os banhistas e outra com ondas, para os surfistas. O ponto negativo é o acesso: é pelo Hotel Madeiro Beach, por meio de uma escadaria (cerca de 160 degraus), o que dificulta a vida de quem tem deficiência ou dificuldades de mobilidade. Já a estrutura, é bem boa, com suporte de barracas, restaurantes e escolas de surf. Aliás, é a melhor praia em Pipa para quem quer vai começar a surfar. Outro ponto de atenção é com os preços na alta temporada: chegam a cobrar até R$ 200 (com consumação) por um guarda-sol com espreguiçadeira. O melhor para chegar é ir de carro, ônibus ou van, partindo do centro de Pipa, ou a pé da praia do centro.

Praia do Madeiro

Praia de Cacimbinhas: fica entre a praia de Tibau do Sul e a Praia do Madeiro, e é uma das mais belas e preservadas de Pipa, além de ser super deserta. Tem cenário de cair o queixo e um mirante para desfrutar o visual e garantir aquela foto incrível. Seu nome teve origem em cacimbas que existiam ao pé da falésia, utilizada pelos pescadores para matar a sede. Para chegar, dá para ir caminhando pela Praia do Madeiro ou pela Praia de Tibau do Sul. Também é possível ir de carro ou táxi e seguir até o Hotel Pipa Privilege, que fica no topo de um penhasco, e depois descer pelas escadas que ficam abertas ao público. Foi a praia que mais curtimos: é deserta, ótimo atendimento na barraca do Chico.

Praia de Cacimbinhas
Praia de Cacimbinhas
Praia de Cacimbinhas

Mirante da Praia de Cacimbinhas: passando a Praia do Madeiro, um pouco antes de chegar a Praia de Cacimbinhas, você encontra esse mirante que oferece um dos visuais mais incríveis da região. De lá, avista-se as maiores dunas do nordeste brasileiro. Muitos praticantes de kitesurf e sandboard sempre estão por lá. Um lugar que vale a visita.

Mirante de Cacimbinhas
Mirante de Cacimbinhas
Mirante de Cacimbinhas

Ponta do Pirambu: se você procura por uma experiência diferente, esse beach club em Tibau do Sul pode ser uma boa, localizado do lado da Praia do Giz. O ambiente é tranquilo, com limitação de pessoas, piscina de borda infinita, estrutura na praia, redes para descanso e ótimo restaurante. Funciona de 9h às 17h, e o valor do day-use muda conforme a época. Clique aqui para reservar. Além desse club, há outros dois que oferecem day-use: Pipa Privilege e AcquaPipa, ambos na Praia de Cacimbinhas.

Créditos: Ponta do Pirambu

Praia do Giz: chamada assim porque as falésias são branquinhas. É lugar onde você encontra várias piscinas naturais, na maré baixa e um pedaço de mar super turquesa! De águas tranquilas, longa faixa de areia, a Praia do Giz é acessada facilmente a pé ou por transporte. Entrada pelo restaurante Pirambu, pela orla de Tibau do Sul, ou pelas escadarias do Hotel Casa Blanca.

Praia do Giz – Créditos: http://www.tibaudosul.com.br/

Praia de Tibau do Sul ou Guaraíras: bem tranquila, com menos turistas e mais procurado por famílias com crianças. As águas da Lagoa de Guaraíras, misturadas à água do Oceano Atlântico, proporcionam o lazer perfeito, com isso o mar atende a todos os perfis: há o lado mais fraco e outro com boas ondas. Uma boa dica é visitar a Creperia Marinas, onde há um deck sobre o mar, para ver o pôr do sol! O acesso é fácil, passando pelo centro da cidade, a pé ou de automóvel.

Lagoa de Guaraíras: A Lagoa Guaraíras que banha a Praia de Tibau do Sul, oferece diversas atividades, desde a pesca artesanal e esportiva até passeios de barco. Também tem diversão ao andar de lancha, caiaque, banana boat, além de poder avistar golfinhos e o pôr do sol inesquecível. As águas são tranquilas, com falésias ao redor e uma vegetação cheia de manguezais. A Lagoa de Guaraíras também serve como rota para a Praia de Malembá (ou Guaraíras) que é uma opção excelente de passeio.

Lagoa de Guaraíras – Créditos: https://pipa.com.br/lagoa-guarairas/

Santuário Ecológico: é um parque com grande espaço de área verde preservada, inúmeras espécies de fauna e flora brasileira. Muitas opções de trilhas e mirantes, cada uma com um atrativo diferente. Fazer uma delas descendo na Praia do Madeiro é uma das coisas mais interessantes. Abre diariamente de segunda a sábado das 8h às 17h e aos domingos das 9h às 13h. É cobrado taxa de visitação para manutenção.

Uma das vistas de uma das trilhas do Santúario Ecológico – Créditos: Santuário Ecológico de Pipa

Praia de Sibaúma: cenário da novela Flor do Caribe (Rede Globo, 2013). É menos frequentada pela distância do centro de Pipa, mas vale a pena incluir no seu plano de viagens. É quase deserta, dentro de uma antiga comunidade quilombola, onde a pesca é a principal atividade.  Pela praia, você encontra o Mirante das Tartarugas, onde é possível apreciá-las quando sobem para respirar. Depois do mirante, você chega às piscinas naturais, local onde o mar encontra o Rio Catu. O caminho mais curto é pela estrada de terra, seguindo as falésias depois do Chapadão e Praia das Minas. E anote aí: o visual desse trajeto é espetacular, muito recomendado para veículos 4×4, todos os passeios passam por lá.

Praia de Sibaúma

Barra do Cunhaú: é um vilarejo em Canguaretema, a 16 km de Pipa (1 hora de carro). Tem um rio que deságua na praia, onde é possível fazer um passeio de jangada ou de barco. Por lá, também há ótimos restaurantes e espaços tranquilos para caminhar. A viagem de barco tem parada nos manguezais e na praia chamada Ilha da Restinga, que não recebe um grande fluxo de turistas. Muitos passeios de Buggy vão até lá.

Barra do Cunhau – Créditos: Praia Barra do Cunhaú

Centrinho de Pipa: tirando toda a beleza natural, o centro de Pipa é onde tudo acontece e a Avenida dos Golfinhos é eixo importante de passagem. É lá que está a Vila Mangueira, a “Grécia” em Pipa, que todo mundo adora tirar foto. Nas ruas perpendiculares à avenida principal, tem muito mais opção de bares, restaurantes, lojinhas, galerias de arte. Tudo a pé, que é a melhor forma de conhecer o centro.

Centrinho de Pipa

Rafa Santos Atelier: artista plástico com um trabalho de conscientização incrível, produzindo sua arte com material 80% reaproveitável! Suas obras podem ser encontradas por diversos pontos da cidade e das praias, o ateliê dele fica na Av. Baía dos Golfinhos, 395, vale a pena passar por lá e comprar uma lembrancinha.

Rafa Santos Atelier

PASSEIOS PARA SE FAZER EM PIPA

Passeio de quadriciclo e UVT: você tem dois roteiros disponíveis, ambos na direção sul.  Na rota 1, que é mais curto, o passeio vai pelo Chapadão e chega à praia de Sibaúma. Já na rota 2, que é mais longo, após Sibaúma, segue para uma trilha em Barra do Cunhaú, passando por canaviais até chegar a um mirante. Alguns operadores incluem parada para almoço (com atividades opcionais) na Fazenda dos Camarões.

  • Nota do Rodsnaideia: a Pipa UTV é a empresa que contratamos. Foram bem atenciosos, além de fazer o transfer para o hotel. Preste atenção no roteiro, pergunte sobre as condições climáticas para não se frustrar, caso algum local não seja possível. Leve óculos, principalmente, para quem vai dirigir na areia. Se você puder, não deixe de fazer o passeio, você vai se surpreender com as beleza dos lugares.
Passeio de UVT
Passeio de UVT

Passeios de Buggy: geralmente contam com 3 percursos -Lagoa de Arituba; Barra do Cunhaú; Baía Formosa/Praia do Sagi. Alguns em direção ao litoral norte oferecem visita às lagoas de Arituba e Carcará, dunas de Búzios, Pirangi e Genipabu. Outros em direção ao litoral sul, passam por Chapadão, Sibaúma, Barra do Cunhaú, Baia Formosa, Lagoa da Coca-Cola e Praia de Sagi.

Passeios de lancha: são dois roteiros regulares. O mais popular é o passeio de 1 hora (saindo da Praia do Centro até a Praia do Madeiro, passando por toda a Baía dos Golfinhos, com parada para mergulho), e o outro é na Lagoa Guaraíras.

  • Nota do Rodsnaideia: o passeio de 1 hora não vale muito a pena, pela rapidez (aliás, se fizer esse, não compre águas e cervejas no início, pois é tão rapido, que nem da tempo de beber, rs.)
Passeio de Lancha
Passeio de Lancha

Passeios de barco: Lagoa de Guaraíras, finalizando com um lindo pôr do sol.

  • Escuna Maria Maria: parte da Praia do Centro e vai até a Lagoa de Guaraíras, voltando após o pôr do sol, com parada para mergulho na Baía dos Golfinhos. Almoço e bebidas inclusos. Instagram: @mariamariapipa
  • Barco Aventureiro: sai da Praia do Centro e vai até a Lagoa de Guaraíras, voltando após o pôr do sol. Faz parada para mergulho na Praia do Madeiro e/ou Baía dos Golfinhos com almoço incluso. Instagram: @aventureiropasseiosdebarco 
  • Barco Solemio: sai da Lagoa de Guaraíras, um percurso de aproximadamente 8 km, com retorno após o pôr do sol.  

Passeios de Jeep ou Jardineira: com certeza, você já sabe que esses passeios são clássicos de Pipa, né? Reserve um dia inteiro, já que os roteiros cobrem Pipa de ponta a ponta, com paradas em locais como: Chapadão, Sibaúma, Barra do Cunhaú, Praia do Madeiro e Dunas de Cacimbinhas.

Arvorismo e Tirolesa: quem faz o passeio é a Pipa Aventura. São 11 estações com tipos de pontes de travessias diferentes: cordas, madeiras e cabos de aço. A altura vai aumentando a cada estação, chegando até 30 metros de altura!

Outras coisas para se fazer em Pipa:

  • Surf;
  • Kitesurf;  
  • Caiaque; 
  • Canoa Havaiana;
  • Stand-up Paddle; 
  • Voos de parapente;
  • Sandboard e Skibunda;
  • Trilha de bike;
  • Mergulho.

O ideal é pesquisar as agências, e ver o passeio que mais se enquadra no que está procurando.

Algumas agências para fazer os passeios:

DICAS

  • Comprovante de Vacinação – Covid-19: ande sempre com o seu comprovante impresso ou com o print no celular (do aplicativo Conecte SUS).

  • Pagamento: há caixa eletrônico da Rede 24 horas. A maioria dos lugares aceita cartão de crédito, débito ou Pix. Antes de sentar em qualquer barraca de praia, pergunte se o guarda-sol é pago, e tente negociar para não pagar.

  • Economia: se quiser poupar na hora de consumir comidas e bebidas, há vários mercadinhos no centro de Pipa.

  • Mobilidade: para acessar a maioria das praias, é preciso descer longas escadarias (ida e volta). Portanto, talvez não seja ideal para pessoas que tenham dificuldade de mobilidade.

  • Voltagem: 220v – tomadas são aquelas tradicionais do Brasil, as de 3 pontos.

  • Evite acidentes: algumas praias possuem lindas falésias que fazem sombra na areia. Nunca fique nessas sombras ou perto delas, pelo risco de desabamento de pedaços das falésias.

  • Consultas prévias: sempre veja a tábua de marés online antes de ir fazer os passeios. Muitas praias como a Baía dos Golfinhos só se chega via praia, então é sempre bom checar.

SUGESTÃO DE ROTEIRO DE 5 DIAS

DIA 01

Chegada em Pipa, uma volta no centrinho de ponta a ponta para conhecer além da parte mais movimentada.

DIA 02

  • Passeio de UVT ou Quadriciclo Rota 2 – Até a Barra do Cunhau;
  • Praia do Amor;
  • Praia do Centro;
  • Baía dos Golfinhos.

DIA 03

  • Praia do Madeiro;
  • Mirante de Cacimbinhas;
  • Praia de Cacimbinhas;
  • Mirante Sunset Bar. 

DIA 04

  • Day Use Ponta do Pirambu;
  • Creperia Marinas ou Lounge Sunset Marinas.

DIA 05

  • Passeio de Barco Lagoa de Guaraíras;
  • Bar da Praia Yahoo By Toca da Coruja (Praia das Minas).

RESUMO FINAL

Pipa já era um destino que queríamos conhecer, comprado há uns anos atrás, mas não tínhamos conseguido ir ainda. Por isso, a nossa expectativa era enorme. Nossa pergunta era: “o que será que nos aguarda?”

Logo de cara, fomos muito bem tratados no transfer, o que já nos trouxe aquela primeira impressão muito boa. Quando você chegar na Praia de Pipa, e próximo ao centrinho, já vai sentir a energia do lugar, e ficar encantado com todas aquelas cores, lugares bonitos e a galera andando pela rua.
Comer e beber em Pipa foi outra boa surpresa. Em todos os lugares que paramos, a comida e a bebida nos conquistaram, o atendimento muito bom. Notamos que os preços para comer na rua principal são bem salgados. A dica é andar um pouquinho pra frente do “fervo” do centrinho. Lá, os preços são muito mais acessíveis.

As praias são um show à parte: a Praia do centro de Pipa, mesmo sendo mais cheia, não perde a sua beleza e o seu charme. As outras famosas, você consegue ir a pé (claro que as mais distantes exigem uma caminhada maior). Nas mais longe, a melhor opção é ir de carro, porque o sol lá é muito forte. Só não deixe de ir!

Quando for fazer os passeios, pergunte e entenda muito bem qual é o trajeto que será feito, se não está sujeito a mudança por conta do tempo, da maré do horário e etc, para não correr o risco de se frustrar.

Vimos também diversas pousadas muito bonitas, que pareciam bem aconchegantes. Em outras palavras, Pipa é um destino que abriga todo o tipo de intuito de viagens, desde casais apaixonados até amigos que queiram curtir um lugar badalado. E ainda para famílias que queiram levar os filhos a um lugar legal para passear.

Não deixe de ir para Pipa, você vai viver uma experiência incrível!

Se quiser saber mais sobre Pipa, não deixe de dar uma olhada nos nossos outros posts:

Seguros Promo

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo