Como fazer intercâmbio? Veja 9 dicas para planejar a viagem para outro país

Viajar, conhecer novos lugares e pessoas, aprender e tornar-se fluente em outro idioma, ter contato com diferentes culturas e novos costumes.

Sem dúvidas, um intercâmbio pode ser a chance de qualquer pessoa de passar por uma das melhores experiências da vida!

No entanto, antes de fazer as malas, é preciso lembrar que embarcar em uma viagem tão maravilhosa como fazer intercâmbio exige um planejamento e organização para garantir que toda a experiência seja incrível.

Por isso, a seguir, você vai conferir as 7 principais dicas de como fazer intercâmbio para aproveitar ao máximo a sua jornada. Anote tudinho aí e bon voyage!

Escolha o destino

Escolha o destino

1 – Escolha o destino

O primeiro passo para fazer um intercâmbio de sucesso é escolher o país onde você irá passar a temporada.

Para isso, você levar em conta alguns fatores importantes, tais como idioma que deseja aprender, clima do país, estilo de vida local, atividades que gostaria de fazer e custo de vida.

Selecione o tipo de programa que quer fazer

Selecione o tipo de programa que quer fazer

2 – Selecione o tipo de programa que quer fazer

Antes de embarcar, também é preciso ter em mente qual é o seu objetivo ao viajar para outro país.

Será para aprender um novo idioma? Trabalhar? Tirar férias? Seja qual for a sua escolha, você precisará optar por um dos tipos de programa de intercâmbio disponíveis:

  • High School (para estudantes do Ensino Médio);
  • Teen (para crianças e adolescentes que estão em período de férias escolares);
  • Voluntário (para quem vai trabalhar como voluntário em ONGs no exterior);
  • Au Pair (para mulheres que vão trabalhar como babá no exterior);
  • Idiomas (para estudantes de cursos de idiomas, especialmente inglês e espanhol);
  • Trainee (para estudantes universitários ou recém-formados que desejam trabalhar fora do país);
  • Universitário (para estudantes do Ensino Superior que queiram estudar em outra universidade no exterior para complementar o curso);
  • Em família (programa direcionado para cada membro de uma mesma família).

A SEDA College, é uma das referencias quando se fala em intercâmbio, inclusive foi a escola que me ajudou MUITO com tudo o que precisei lá, basta você clicar AQUI e enviar os dados, que eles irão entrar em contato para tirar as suas dúvidas, e te dar o maior apoio para os eu intercâmbio.

Planeje o quanto antes

Planeje o quanto antes

3 – Planeje o quanto antes

Um planejamento precoce e bem feito simplifica a vida de qualquer intercambista, principalmente no quesito economizar.

Por isso, o mais recomendado é começar a planejar o seu intercâmbio com, pelo menos, seis meses de antecedência, que é um espaço de tempo suficiente para dar tempo de viajar para qualquer destino.

Dá tempo de tirar um visto, renovar o passaporte, lidar com as burocracias com mais tranquilidade e conseguir tarifas aéreas mais baratas.

Pesquise o melhor período para ir

Pesquise o melhor período para ir

4 – Pesquise o melhor período para ir

Isso pode variar de acordo com o gosto de cada pessoa e país onde o intercâmbio será feito.

Em geral, o período de verão é a época do ano que os intercambistas mais gostam de escolher para viajar, já que as atrações turísticas e lugares para visitar costumam ficar abertos até mais tarde.

Além disso, as ruas também ficam mais movimentadas em alguns destinos.

Já o inverno é ideal para quem pretende vivenciar a cultura local. Neste período, as ruas estão menos movimentadas e alguns países oferecem atrações de inverno para quem quer curtir, como snowboard e ski, por exemplo.

As estações de primavera e outono são as melhores para desfrutar de um clima mais ameno e agradável, além dos preços mais baratos em tudo, especialmente no que diz respeito às passagens aéreas.

Providencie todos os documentos

Providencie todos os documentos

5 – Providencie todos os documentos

A documentação necessária para fazer um intercâmbio vai depender do país e programa que você escolheu. Mas alguns deles são mais comuns, tais como:

 

  • Passaporte (precisa estar com a data de validade em dia e em boas condições);
  • Visto (dependendo do país do intercâmbio e tipo de programa escolhido);
  • Carteira de Identidade;
  • Comprovante de residência no Brasil;
  • Carteira de Trabalho;
  • Documentos específicos exigidos pelos consulados ou agência de intercâmbio que você contratou;
  • Certificado escolar ou diploma;
  • Seguro de Saúde (não é obrigatório, mas alguns países exigem).
Fique atento na hora de embarcar

Fique atento na hora de embarcar

6 – Fique atento na hora de embarcar

Para pegar voo com destino ao país do intercâmbio sem qualquer problema, é necessário cuidar para que o limite de peso da bagagem não seja excedido.

Esteja também com os documentos mencionados acima em mãos para agilizar o processo.

Esteja preparado para imprevistos no novo país

Esteja preparado para imprevistos no novo país

7 – Esteja preparado para imprevistos no novo país

Por mais irrelevante que pareça, é muito comum ficar doente durante um intercâmbio! Afinal, é uma rotina nova, com mudanças de clima, alimentação, ansiedade, pessoas, nervosismo, entre outros fatores que acabam deixando o nosso sistema imunológico mais fragilizado.

Por isso, antes de embarcar, coloque alguns remédios e receitas médicas dentro da mala. Não se esqueça de verificar primeiro se os medicamentos não são proibidos no país de destino, ok?

Leve também um valor de reserva em dinheiro (notas), além de cartões de débito, crédito e saque do tipo internacional. Na hora de fazer câmbio, pesquise para encontrar sempre as melhores taxas. E não se esqueça de verificar com antecedência a rede de agências e bancos perto do local onde você vai ficar.

Aprenda a economizar durante a estadia

Aprenda a economizar durante a estadia

8 – Aprenda a economizar durante a estadia

Algumas dicas para evitar gastar muito em outro país durante o intercâmbio é levar na mala roupas de uso diário, buscar sempre descontos nos transportes públicos, preparar as próprias refeições e usar a internet em vez de gastar com telefonemas de chamadas internacionais.

Na hora da diversão, procure por evento e atrações gratuitas, tais como shows ao ar livre, museus, parques, etc.

Caso você não encontre nada interessante totalmente grátis, pesquise locais com descontos para estudantes ou estrangeiros. Há vários estabelecimentos que oferecem essa vantagem!

Deixe seu contato com familiares e amigos

Deixe seu contato com familiares e amigos

9 – Deixe seu contato com familiares e amigos

Ao chegar ao país de destino, não se esqueça de informar aos seus familiares, parentes e amigos o endereço onde está hospedado, telefone, e-mail, entre outros meios de contato.

Além disso, tenha anotado em algum lugar o telefone da agência de intercâmbio e do consulado do Brasil no país onde vai fazer o intercâmbio.

Tudo isso poderá prevenir qualquer problema durante a sua estadia. Caso você desconfie que esteja passando por algum risco, não hesite em ligar para eles.

 

E aí? Gostou de aprender como fazer intercâmbio?

Você pode clicando AQUI, preencher os dados que uma pessoa vai entrar em contato com você para falar sobre escola, dúvidas, preços, curso e tudo que é preciso para você realizar o sonho  do intercâmbio. 

Então, deixe um comentário aqui embaixo e não se esqueça de compartilhar esse artigo nas suas redes sociais!

Pin It on Pinterest

Share This